Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vou

VOU


As angústias do partir,
Começam duras, cruéis.
São difíceis de engolir,
Tal qual engolir papéis.

Tem repentes de pavor,
Outros de pura saudade,
Mas entre o ódio e o amor,
Irás com a dignidade.

Pouco a pouco é a verdade,
Quem toma teu coração,
Independe a tua idade
E mesmo o que tens na mão.

Então dentro do teu peito,
Toda maldade dilui,
Enquanto o corpo no leito,
Alquebrado, logo rui.

Porém te restam lembranças,
Enquanto teu corpo finda,
Mas não te morrem esperanças,
De conseguir algo ainda.

É entre a cruz e a espada,
Que tu irás decidir
E embora não reste nada,
Com tudo irás partir.

E quando te chega a hora,
Só você não vê o fim,
Não sabe que foi embora,
Deixando essa vida assim.

Condorcet Aranha
Enviado por Condorcet Aranha em 18/11/2005
Código do texto: T73312

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condorcet Aranha
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 76 anos
106 textos (14593 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:47)
Condorcet Aranha