Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perpetuação das Sanções Sofridas

Sam, velho e grande Sam...
Por quantas eras ainda teu furor irá nos subjulgar?
Até qual desgraça esperaremos para recuardes tuas solapadas?

Pobre Califa, teu óleo é tua chaga!
Sam não pode saciar-se,
E tu ainda perguntas a razão!
É o óleo, Califa, teu óleo!

Ó Kaiser, o que mais hei de falar sobre tua vida?
Foste rude, perverso, fiel, cooperador, agressor, caridoso e mutante,
Tudo ao mesmo tempo e em tempos distintos!

Imperadores do Leste, ouçam-me e, se quiserdes, retenham o bom conselho!
Ponham-se em vossos lugares!
Oh não, perdoai-me se fui rude;
Quero lhes suplicar que não dêem ouvidos a Sam!
Conservem sua dignidade e esqueçam das velhas surras;
Não por ele, mas por vós!

Ah, e por fim vós, meus irmãos,
Tenho tanto a lhes dizer!
Ouçam esse mínimo companheiro...
Sobrinhos do Novo Mundo, sejamos mais fortes que nossos olhos, creiamos mais em nossa força do que em nossos braços cansados que pouco fizeram até aqui!
Suplico-lhes que, sejamos, pois, da comunidade participantes dignos de que ela não nos mereça;
Por causa do alcance dos nossos olhos!
Rafael Otávio Modolo
Enviado por Rafael Otávio Modolo em 12/11/2007
Código do texto: T733558
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Otávio Modolo
Bauru - São Paulo - Brasil, 27 anos
186 textos (8167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:09)
Rafael Otávio Modolo