Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Delírio

Meus olhos buscando os teus,
Buscando-te,
Uma busca incessante.
Você ali, tão perto, inerte, tão nada.

Nem por um instante me olhavas
E meus olhos ali, buscando os teus,
Ávidos por um piscar dos teus.
Olhos negros, lindos, o par perfeito pros meus.

A noite empurrou-me madrugada adentro,
A cada minuto era um tempo a menos.
A esperança foi dando lugar ao lamento,
Tornou-se uma busca vazia.
 
Eu ali imóvel a contemplar tanta beleza,
Uma Deusa, esculpida ali, diante dos meus olhos,
Uma distância grande demais,
Eu não seria capaz.

Acho que você nunca existiu.
Foi um sonho.
Foi um delírio meu, num flerte embriagado!
antoniosantana
Enviado por antoniosantana em 12/11/2007
Código do texto: T733668

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
antoniosantana
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil, 62 anos
124 textos (8408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/17 03:00)
antoniosantana