Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

diversos -

O DINEHRIO

O dinheiro é uma arte
Que todos nós deveríamos Ter
Mas, somente o suficiente
Para poder sobreviver

Quem tem, muito as vezes erram
Só por não saber usar
Quer pisar a todos abaixo
Como também ainda manda matar

O importante do dinheiro
É usar para o que se quer
Mais sem saber o certo
Faz errado e falta fé

Todos nós temos humildade
Sem termos comparação
Mais aquele que tem dinheiro
Abusa com a humilhação

Eu não tenho nenhum dinheiro
E se Deus um dia mim dar algum
Não quero mudar em nada
Quero ser uma pessoa comum.


A DOR

A dor é uma lenda
Que dói e se machuca
Quem passa por momentos
Sente tanto e madruga

Ela vem sem avisar
Dolorosa e concisa
Com problemas emanáveis
Que incomoda e castiga

É causada por fatores
Bem diversos e temáticos
O cuidado ameniza
E o resultado é mostrado

Com carinho e amor
Ajuda a curar
A presença carinhosa
Faz a dor dissipar

E também a atenção
Faz diminuir a dor
O remédio é muito bom
Mais preciso do doutor.

A ESPERANÇA

A esperança faz viver
A ela pode usar
A fé é o comando
Para tudo se alcançar

Quando o desânimo vem
A tristeza a atormentar
Mais com a esperança
Você vai se sustentar

A esperança é um momento
Que todos podem ter
Não só pela necessidade
Mais faz parte do sobreviver

Ela é muito seria
Ajuda a acalentar
Nos casos de urgência
A gente se afugentar

A esperança é divina
Porque Deus nos concedeu
Usá-la  é sagrada
E jamais se perdeu.


FICÇÃO

Ficção é um drama
Que muitos de nós vivemos
Por vários momentos felizes
Depois que nos envolvemos

Nos sonhos conquistamos
Coisas que não existem
Mais quando acordamos
O pesadelo ainda persiste

Na vontade muitas vias
Na batalha algumas saídas
Quando vem a realidade
 Topamos com uma grande batida

Escolhendo o melhor
E o bom para todos nós
Só não pensamos no depois
Quando tudo acaba e dói

Amigo, despertar é o melhor
Do grande pesadelo
Afaste-se da ficção
Porque jamais será um modelo.



O FILHO

O filho é um membro
Vem do pai e da mamãe
Da família já faz parte
Do futuro para o bem

O filho bem criado
Obedece a todos seus
A educação é fundamental
Vem do lar o que aprendeu

Os pais vêem nos filhos
Tudo de bom e de melhor
Eles fazem a sua parte
Faça chuva ou faça sol

Num sonho de um casal
Na manhã ao anoitecer
Um filho que gerou
E se eleva ao seu crescer

O filho traz alegria
Muito amor e afeição
E seus pais muito felizes
Dedica-lhes toda a atenção.

O FORA

Disseram-me uma coisa
Que não posso acreditar
Confiar em quem se ama
Só vai se afundar

Elas deixam ficar próximos
Quando cansam dão no pé
Confiar em quem ama
Só vai se lastimar

Imaginem esta história
O que se pode lamentar
Quem confia em quem ama
Só vai se lastimar

Se um dia você vir
A tristeza lhe tomar
Feche logo sua malinha
Se não vai viajar

Eu lamento meu amigo
Se isso lhe acontecer
Veja logo a verdade
Procura logo, cuidar é de você.

O FUTURO

O futuro é uma parábola
Que todos nós pleiteamos
Só que nós não sabemos
Até onde chegamos

Ele é muito importante
No início e no fim
Temos sempre que angariar
O melhor a permitir

A batalha é necessária
E lutar é fatal
Para conseguir o quer
A coragem é fundamental

Não devemos desanimar
Competir é o que importa
Participar é interessante
Mesmo se batendo a porta

Devemos é enfrentar
Tudo o que preciso for
Para que no amanhã
Colha o que o futuro herdou.


INCERTEZA

Quando estás a sós
Tudo parece infinito
O vazio se estende a mais
Caindo no profundo abismo

E quando a tristeza lhe domina
Junto a solidão lhe entristece
O oportuno nos surpreende
O coração se emudece

No colapso de repente
O transtorno lhe transtornar
A nobreza do duvidoso
O avesso no realizar

A clareza do luar
A bravura do peão
A mancha da sujeira
No açoito do perdão

Se a verdade lhe afligir
Vem logo ao deflagrar
Como um pião a rodopiar, é difícil ter certeza
Antes de ver tudo parar.


INDIGNIDADE

Indigno é o ausente
Dos momentos mais felizes
Outrora com o amor
Não persiste ao que diz

Com tudo em revolta
Não faz por onde louvar
Depende sempre de terceiros
Mais ainda vai atrelar

Acha tudo imperfeito
Não tem nenhuma compaixão
E quando ver algo certo
Logo diz que não sabe não

Vive sempre mal humorado
Reclamante do viver
Não sabendo da verdade
Quando o dia amanhecer

Com um novo despertar
O indigno vai rezar
É no final da oração
Que Deus mudará o seu coração
Mesmo sem ele saber qual é a razão.


INSEGURO

Na dúvida penso pouco
Sem poder realizar
Passos fracos e pequenos
Sem poder lhe alcançar

Esforçar-se mais que o além
Sem nada poder içar
No momento torna-se impossível
E sem nada poder abraçar

Sei que chego bem pertinho
Passo os dedos sem tocar
Foges de mim tão juntinho
Penso, penso que vou lhe arranhar

Foges devagarinho, escorregando
Fico com o queixo a tocar
Porque eu não posso, acho
Ao que quero debandar

Tão perto, tão pertinho
Outra chance não vai passar
E se isso acontecer
Vou tentar lhe cortejar.

INTEGRAÇÃO

Integrar é conviver
Numa grande população
Conhecendo tudo em volta
Quando todos pisam no chão

De mãos dadas ou separadas
Juntinhos sempre estarão
Participando com a comunidade
De um grande mutirão

Integrando com o bem
Pensando no bem melhor
Aqueles que sempre precisam
Aconselhando ao seu redor

O hoje não sabemos, passamos
O amanhã só Deus saberá
Mais não seja só por isto
Que você não seja ajustado

Todos precisam integrar
Para viver numa melhor
Sozinho é pesadelo
Acompanhado não causa dor.

O IRREAL

A sombra me parece escura
Mesmo estendendo-se bem avante
Faz tropeçar nos meus pés
Vem vindo bem na minha frente

Procuro deixar que ultrapasse
O limite dos meus grandes braços
Mesmo assim estico o mais que posso
Como o esforço do velho elástico

Tente sempre acordar do seu passado
Sem deixar que lhe atormente
Mais é quase impossível
Como é surpreendente

Jogo de um lado para o outro
Pego o quanto sobrar
O restante é saudável
Para o bem realizar

O quanto que é proveitoso
O melhor ao acordar
Mas queria continuar dormindo
Para o irreal não me abraçar.



borgesmilagres
Enviado por borgesmilagres em 13/11/2007
Código do texto: T735213
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
borgesmilagres
Salvador - Bahia - Brasil, 55 anos
318 textos (11284 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 14:37)
borgesmilagres