Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MUNDO SEM DÓ!

Ai que mundo tão cruel
Cheio de tanta injustiça
Por vezes é a preguiça
Que traça esse cartel.

Dentro desse carrossel
Há tanta,tanta cobiça
E a Paz é coisa postiça
Que não passa do papel.

É um mundo que sem dó
Estrutura tudo a seu jeito
Deixando crianças só

E por falta de respeito
O homem não limpa o pó
Que ele traz dentro...do peito!
O Poeta Alentejano
Enviado por O Poeta Alentejano em 13/11/2007
Código do texto: T736015
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Poeta Alentejano
Portugal, 50 anos
855 textos (13802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 16:08)
O Poeta Alentejano