Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

pato.

pato pato pato feza
pato farco pato quesa
mato mato mato mato
mato o filho da duquesa
penso fino penso grosso
fino parto lustre perco
luz que firo luz que fosco
luz que parte do avesso

mastro perde porco penso
penso lustre
penso passo
já que saco mais do nada
vagalume no espaço.
Melques Aleixo
Enviado por Melques Aleixo em 13/11/2007
Código do texto: T736295
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor. (Completo)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Melques Aleixo
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 29 anos
16 textos (973 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 07:05)
Melques Aleixo