Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

!


!

Gritar! E tirar as calças porque
Quero dormir logo. Quero dormir
Mas a poesia vence e tateando-a
De maneira doentia, tento escrever.

Agora mesmo passou Luísa logo atrás
Sua sombra. Sou covarde e covardia
Eu preciso esconder. Ananda me acha
Um completo idiota. Mas as estrelas

Que vislumbro com essas noites, acompanham
Todas essas pesadas feridas venais
Que tentei dar de graça às meninas
Que pretendia jantar e conquistar.

De longe passa um avião Devoro-
O quero comer teus olhos tão
Úmidos. Nenhuma delas entenderam
Ninguém levou a sério o sério. E agora

Resta um último verso e acho
Que vazio, pra variar. Mas digo uma coisa:
Estou com sono preciso, dormir mas
Não achem que eu desisti de falhar.
Ágata
Enviado por Ágata em 14/11/2007
Código do texto: T736879

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ágata
Franca - São Paulo - Brasil, 27 anos
42 textos (893 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 05:58)
Ágata