Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FECHANDO O CÍRCULO



Naquele  momento de  grande  solidão,
restava-me somente falar com o coração
de forma discreta, concreta, ou abstrata.

Nestes momentos de pura abstração,
preciso eu, espírito, ser livre e voar,
como o condor, pairando no ar.

Ar rarefeito provocava em mim efeitos
até sensações que ainda eu não queria
ter que ficar sozinho e por mais um dia.

Durante todo o dia em que me dispusera,
queria deixar o sonho e toda quimera,
concretizar a fantasia de minha espera.

E nesta  espera de forma  tão presente,
que transformava e animava  a  gente,
eu me portava como um ser pensante.

E este ser que  pensava  em desistir,
quando a solidão lhe vinha visitar,
tinha motivos pra não resistir.

Fiz resistência  em forma de poesia,
era sublime, do jeito que eu queria,
era matéria de minha inspiração.

A inspiração que eu já tivera antes
não vinha só e do jeito que queria,
a solidão também ali residia.


13/11/07-VEM-
Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 14/11/2007
Reeditado em 08/03/2009
Código do texto: T737244
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (111916 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 15:35)
Vanderleis Maia