Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CADEIRA DE RODAS

São tuas pernas, redondas per-correndo
Rodas da paz que te levam, aonde fores
Por certo enfrentarás muitos dissabores
És bom atleta, não és deficiente
Te locomoves bem, vais seguindo em frente!

O desconforto está à frente, ao lado
O preconceito é mais um desagrado
De gente que tem pernas só até à esquina
Que poderá encontrar ali, máquinas assassinas
Bom será se inteiro ficar nesta “dividida”
Dela, poderão colher até preciosa vida!

Terás também, com outros, minha solidariedade
Nesta cidade com má fama de fria
Não é bem assim, eu vi noutro dia
Alguém buscando direitos de um cadeirante
Dizia:ficarei no lugar dele de agora em diante!
Embora te defendas neste labirinto
Do teu lado estarei usando minhas pernas
E mãos, enquanto as sinto!

Sobradinho-DF,                 13/11/07 - abello
abello
Enviado por abello em 17/11/2007
Reeditado em 15/02/2009
Código do texto: T740388
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
abello
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 75 anos
937 textos (65620 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 18:36)
abello