Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

As janelas de meus sonhos
estão sempre entreabertas
espiando a alma
o viver
o vazio do que somos.

sonhar em estado de alerta

pra poder viver o amor- paixão
adivinhando armadilhas

o sofrer

o mistério da emoção.

 

A voz da razão desaprova

muitos de nossos alvos
segurando impulsos

o querer

o arrepio que comove

 

Ai daquele que não sonha

sem momentos de embriaguez
transformando-se apenas

em letras, versos e poesia
sem beber

o elixir da desfaçatez

 

No meu sonho delineio amor...
ardem todos os sentidos,
dou brilho a minha existência

faço acontecer

deixo o mundo surpreendido.

Soninha Porto Poemas
Enviado por Soninha Porto Poemas em 17/11/2007
Reeditado em 25/09/2008
Código do texto: T740970

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Direitos reservados à autora Soninha Ferraresi Porto®). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Soninha Porto Poemas
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
293 textos (16629 leituras)
1 áudios (61 audições)
18 e-livros (1748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 15:36)
Soninha Porto Poemas