Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEMASIADA(MENTE)
Juliana Silva Valis



Em compassos sós, a vida segue assim

Entre tantas lágrimas e alguns sorrisos,

Imprecisos dias do começo ao fim,

Apreço em paz dos sonhos sem avisos... 




E se, nos labirintos dessa humana mente,

Despencarem vias de seu coração,

Olhe além das frias noites, de repente,

Repare como voltam os versos de verão... 




Não há nos universos nada tão loquaz

Quanto o próprio amor que sua essência pede,

Entre alma e mundo, entre guerra e paz,

No sonho que perfaz o tempo que não cede ! 




Necessário, pois, é superar o engano

Pelo próprio bem que o amor enfrente

Além da tristeza, em cada breve plano,

E falar de tudo o que sua alma sente

Demasiadamente, como um sol humano,

Como um mar da vida que se faz de gente.
 



------


GifsAnimados002
barra16

Juliana Silva Valis
Enviado por Juliana Silva Valis em 17/11/2007
Reeditado em 17/11/2007
Código do texto: T741227

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Silva Valis
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
3973 textos (881709 leituras)
4 e-livros (1863 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:18)
Juliana Silva Valis