Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Irremediável



Há quem queira
Quem não é alegre
Quem se embebede
Quem só faz besteira
Sem eira nem beira

Há quem goste
De desventurados
De mal arrumados
De quem não se poste
Em quem ninguém aposte

Há quem ame
Que nem a si mesmo
Quem leva a vida a esmo
Quem não se preocupe
E nem assim se culpe

Há quem enlouqueça
Por quem não tem cabeça
Que a ninguém apeteça
Por ser tão vazio
Mas que lhe cesse o cio

Há Paixão
Porque ela é mesmo cega
A ninguém segrega
Com seu desvario
É um desvio

Do que é normal
Do que é razoável
Do que é saudável
Do que é aceitável
Mas fundamental



Edbar
Enviado por Edbar em 19/11/2007
Código do texto: T743512
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 66 anos
2917 textos (84562 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 22:02)
Edbar