Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porque escrevo

Escrevo porque a vida praticada
Também precisa do literalmente
Escrevo porque não valo nada
E as palavras me fazem rei ou presidente
Escrevo porque tenho uma amada
E nas ruas canteiros, botecos e aguardentes

Escrevo porque simplesmente escrevo
Porque se simples não fosse não escreveria
Escrevo porque quero e a ninguém devo
E se devesse, com letras e pontos pagaria

Escrevo porque no céu tem estrelas que brilham
Se não brilhassem eu acendia-as em minha poesia
Escrevo porque seus lábios ainda não me beijam
Se me beijassem, de olhos fechados não escreveria
Escrevo porque as noites ainda me chegam
E logo em seguida invadem meu quintal outros dias

Escrevo e pronto
Não há contra pontos
Então, meu velho lápis aponto
E palavras monto
Nelas eu me monto
Galopo e fico tonto
Bebendo poesia e apronto
Sonetos, odes, liras, músicas, contos...

E pronto, e ponto final

Borgys
Enviado por Borgys em 19/11/2007
Reeditado em 20/11/2007
Código do texto: T743640
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Borgys
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
480 textos (22818 leituras)
4 áudios (290 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 07:10)
Borgys