Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fotopoema


A foto revelada
Esconde o sentimento
E mostra a imagem
O poema esconde a imagem
E mostra o sentimento.

A foto traduz,
O que vai dentro da alma
Do fotografo e a imagem
É uma ilustração
De sua sensibilidade

O poema não traz a imagem,
Aguça a imaginação...
Faz com que a gente voe ou navegue
“ por mares nunca dantes navegados”
e nos propõe um descobrir de coisas interiores
maiores que nos fazem rir e chorar

O que se tenta é mostrar
É a união das duas formas
De registrar a felicidade.
Uma pictoricamente
E a outra usando-se o Dom da palavra.

Uma  é direta,
A outra indireta,
Uma usa de tecnologia
Ângulos e plasticidade;
A outra de vivência e domínio
Da lapidação de palavras
E ambas usam a vida
Ou deveriam usa-la
Como tema,
Apesar das fotos
Das paginas policiais
E do sacrilégio de usar
O Dom da poesia
Prá se dizer tanta
Insensatez

O que  se propõe
Seja na forma de foto,
Seja na forma de verso,
É usá-los em prol
De um entendimento
De tudo que nos rodeia
Como forma de registro
Fotopoemático dos fatos
E neologiscamente  correto.

Não há uma preocupação
Com rimas, sejam elas
Ricas, pobres...
Os versos não precisam ser
Decassilábicos , redondilhas
Maiores ou menores
As fotos e os poemas combinam
Entre si e dependem-se mutuamente;
Ou ainda podem ser independentes.


Eu também posso criar umas palavrinhas ...
Perdoe-me o Guimarães Rosa..
Ou ainda tornar outras mais belas,
Como diz o Poeta maior
Carlos Drummond de Andrade
Que foi ser  gauche na vida

Poeta de Gravata
Enviado por Poeta de Gravata em 19/11/2007
Reeditado em 16/03/2014
Código do texto: T743873
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta de Gravata
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
25 textos (1307 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 14:00)
Poeta de Gravata