Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

A vida anoiteceu
E o desalento chegou

Com o gemido do vento

A chorar na madrugada

Pelo amor que terminou

De morrer na agonia

Da solidão de mais um só

 

 

E tocou a ladainha

De mais um abandonado

Pela dona felicidade

Que parte e deixa partido

Outro sofredor na vida

 

 

E nesse silêncio aflito

Pelo precipício aberto

Na cratera da ferida

De um coração despedaçado

O amanhecer é escuro

Forma-se a noite no dia

 

 

E segue-se nas sombras

De um viver sem sentido

Acabaram-se as razões

Nasceram os desenganos

Nesse abismo chamado fim
 

Glorinha Gaivota
Enviado por Glorinha Gaivota em 20/11/2007
Reeditado em 24/07/2017
Código do texto: T744133
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glorinha Gaivota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
893 textos (38483 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 09:00)
Glorinha Gaivota