Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o poder, o flagelo

o homem é o flagelo
da sociedade
(e da saciedade)
sob muitos aspectos
porque faz sempre eco
do que não sabe
e daquilo que sabe
usa em próprio proveito
quando é o sujeito
de uma liderança
e então enche a pança
dos aquinhoados
que estão ao seu lado
e lhe dão a impressão
que um pedaço do mundo
lhe cabe na mão
ou no bolso da calça

esse homem ou homens
são uns malas sem alça
freqüentemente falsa
é a sua imagem
andam de suspensórios
usam tapa-ouvidos
seus sonhos ilusórios
querem logo maduros
usam óculos escuros
são inglórios ou impuros
quanto aos seus semelhantes
que não têm, o quanto antes,
o poder que eles têm
senão, doces meninos,
não seriam também


Rio, 24/10/2007
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 20/11/2007
Código do texto: T744222

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6796 textos (147468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 10:01)