Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

Morta na banheira

Ela não conseguia parar a vontade
Seu corpo vibrava em total liberdade
Suas mãos passeavam
no corpo gemente...
...Ele estava lá , atuante, presente...

Sua umidade se unia
à água que corria...
...Na noite de sensualidade e magia...
a fêmea tremeu, gemeu de alegria
pra afogar a falta de companhia

O segredo do orgasmo solitário
Vinha manso e chegando forte
Não queria morrer e pedia a morte...
...Na loucura prazerosa do imaginário...
chamava seu homem em pensamento

Deixava-se ao poder do ritual...
...Morta na banheira...
fez valer seu momento
Matou o desejo
do lúdico e sensual

Leila Marinho Lage
Enviado por Leila Marinho Lage em 20/11/2007
Reeditado em 21/02/2009
Código do texto: T744519

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Leila Marinho Lage
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
1086 textos (721411 leituras)
25 áudios (18972 audições)
153 e-livros (57059 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 05:39)
Leila Marinho Lage

Site do Escritor