Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÓ A SAUDADE FICOU



                             SÓ A SAUDADE FICOU
                                        Sônia Sobreira


                    Entre as estrelas da noite,
                    deixei meus sonhos de amores,
                    fugi nas asas do vento
                    pra não ouvir seu clamores.

                    E nesta viagem sem volta,
                    em solidão infinita,
                    meu pensamento disperso
                    chora na rima inaudita.

                    É duro o meu caminhar,
                    as pedras ferem meus pés,
                    lágrimas turvam o olhar
                    amigas talvez mais fiéis.

                    Não busco a tola riqueza,
                    nem ilusões passageiras,
                    busco o caminho da paz,
                    das esperanças primeiras.

                    No meio da estrada, sozinha,
                    ergo a voz para o infinito,
                    talvez alguém ainda escute,
                    a mágoa triste de um grito.

                    Sentir-se só é cruel,
                    não ter a volta ninguém,
                    só uma saudade ficou
                    no abraço amigo de alguém.
                   


                     
SÔNIA SOBREIRA DA SILVA
Enviado por SÔNIA SOBREIRA DA SILVA em 21/11/2007
Código do texto: T746377

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SÔNIA SOBREIRA DA SILVA
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
488 textos (33165 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:54)
SÔNIA SOBREIRA DA SILVA