Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BICHO-DA-SEDA

Esse bichinho, aparentemente tão inofensivo, que  proporciona renda e também linha para tecido de vestimentas e ornamentos, encerra um mistério. Ele produz um dos fios naturais mais valiosos da indústria têxtil, por sua resistência, flexibilidade e versatilidade, além de natural, e, portanto, biodegradável. Mas qual a sua origem, como ele é produzido e para quê?

Esse bicho é uma das fases de um inseto alígera, que, para chegar a idade adulta, precisa passar por essa fase de metamorfose larval.

O tecido que ele produz tem a finalidade de proteger seu filhote durante  o tempo em que ele precisa viver naquela condição. Mas como essa é uma fase passageira, a sua casa fabricada de tão versátil material, oriundo da segregação de uma substância produzida por ele mesmo, logo perde a sua finalidade e é aproveitada pelo homem, o qual se vale dela para outra finalidade.

É interessante notar a forma habilidosa com que esse inseto produz esse material  que, após se consolidar no contacto com o ar, é enrolado em torno do seu corpo formando a sua casa.

O criador de tudo é o responsável por essa tão grande sabedoria inconsciente, e por tão engenhosa habilidade criativa. Na sua tão grande sapiência ele dotou um inseto de tão grande poder, que deve  ser admirado por todos.

Paralelamente, podemos usar esse episódio para comparar um homem que é chamado por um título semelhante a esse bicho, e cujo produto  se assemelha ao seu nome. “O bicho da seda”.

Esse homem surgiu como um meteoro no cenário religioso. E para construir o seu império, que também se pode comparar a uma casa, ele utiliza material semelhante ao que o bicho da seda usa: saliva, muita saliva. E esta é consolidada por doutrinas de vento, várias e estranhas, que ele vai enrolando, enrolando, enrolando, fabricando uma casa cujo material não é perene, mas temporal, posto que não possui a justiça maior, a divina, como tecido para cobrir não só a sua nudez espiritual, como a nudez espiritual dos que lhe seguem.

Breve esse inseto passará da fase larval para a de inseto alígera, e a sua casa não lhe servirá de abrigo, nem a si nem àqueles que têm aproveitado os fios da sua teia para fazerem vestes para si. Sua casa não está edificada sobre a rocha, mas sobre fundamento frágil, ineficaz para garantir segurança aos que se tem abrigado sob essa teia.
 
Na revelação dada pelo Senhor a João, conforme consta no livro do Apocalipse, lhe foi mostrado uma besta que se levantou da terra, depois da que subiu do mar. Não queremos nos aprofundar nesse momento no significado do enigma, pois já temos elaborando estudo que versa sobre o tema. Entretanto vamos dar uma ligeira interpretação delas.

A primeira besta subiu do mar. O mar são nações. A primeira veio dos gentios. A segunda virá da terra. Esta significa porção seca, e que, portanto, tem relativa firmeza, já que está firmada sobre águas. Assim, a besta surgirá do próprio meio evangélico, onde existe um pouco de firmeza. E lhe será dada o poder que fora dado a primeira besta. Esta será ferida, mas sarará. E a segunda besta fará uma imagem da primeira, para que adorem todos aqueles cujos nomes não estão escrito no livro da vida.

Disse Jesus: "Eu sou o pão que desceu do céu, para que todo o que dele comer tenha vida." Mas esse inseto se alimenta de folha, qual o bicho da seda, que precisa de folhas de amoreira para que possa produzir o seu produto ou a linha da sua casa.

Assim, dá para suspeitar que ele não somente é um dos anticristos, mas que é o próprio anticristo, o qual deverá imperar brevemente, e que já começou a dominar. Diz as Escrituras que do norte virá o mal sobre toda a terra. Ainda que o Brasil, onde ele começou essa casa, esteja localizado no sul da terra, esse mal saiu do norte, por razões que ainda ignoro.

Na descrição dele, dizem as Escrituras que ele fala como o dragão. E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada. Ap. 13:11 e 12.

A sua fala é macia, como se fosse um cordeiro, mas por dentro ele é um lobo devorador. O dragão, que é o diabo e Satanás, fala astuciosamente, e é nesse sentido que dizem as Escrituras que ele fala semelhante ao dragão.

Sem saber, o bicho-da-seda trabalha para o homem fazendo uma obra para ele. Do mesmo modo o outro, sem saber, apesar de ser humano e ter consciência, trabalha para aquele de quem diz a Bíblia que estima o seu coração como se fora o coração de Deus, mas que é homem. Ez. 28:2. E, assim, o bisp maced faz o jogo do bicho.

Cuidado, os fios produzidos por sua saliva não prestam para nada. As suas teias não prestam para vestidos, nem se poderão cobrir com as suas obras; as suas obras são obras de iniquidade; e obra de violência há nas suas mãos. Os seus pés correm para o mal, e se apressam para derramar sangue inocente; os seus pensamentos são pensamentos de iniquidade; destruição e quebrantamento há nas suas estradas. Não conhece o caminho da paz, nem há juízo nos seus passos; as suas veredas tortuosas as fizeram para si mesmos, todo que anda por elas não tem conhecimento da paz. Is. 59:6-8. Chocam ovos de basiliscos, e tecem teias de aranha; o que comer dos ovos deles morrerá; e, apertando-os, sai deles uma víbora. Versículo 5.

E por quê? O próprio Senhor inspirou um profeta, que disse:

Ninguém há que clame pela justiça, nem ninguém que compareça em juízo pela verdade, e andam falando mentiras; concebem o trabalho, e produzem a iniquidade. Versículo 4.

Como já temos provado pelas Sagradas Escrituras, a Justiça de Deus e a Verdade de Deus são os Seus mandamentos, que “o bicho da seda”  não cumpre e não ensina aos seus seguidores a cumprir.

Mas eles estão progredindo, pois isso está determinado. Hoje prevalece o ministério da injustiça. E esse progresso tem sido tomado como prova de autenticidade por aqueles que se guiam por vista, ainda que esta seja enganosa.

Confira com a palavra, não se deixe enganar. Disse Jesus que o Satanás não se firmou na verdade, porque nele não há verdade.

Os pastores do bicho-da-seda falam da verdade, mas não entendem o que ela significa; prometem liberdade aos outros, quando nem eles mesmos são libertos. Confira com aquilo que o Espírito Santo nos concedeu no trabalho codificado por nós com o título “A Lei Perfeita”. Veja, creia e aceite a verdade. Saia dessa teia que está tomando o lugar da primeira besta e que irá imperar junto com ela. Ele é o líder “Bisp. . . Maced. . .”O Bicho da Seda”.

Oli Prestes
Missionário
oliprest
Enviado por oliprest em 21/11/2007
Reeditado em 26/03/2017
Código do texto: T746784
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
1906 textos (175986 leituras)
245 áudios (2452 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 04:33)
oliprest

Site do Escritor