Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRISIONEIRO TRISTE

Aqui nesta sela fria,
Sonho com a liberdade
De correr pelas calçadas,
De andar pela cidade,
De abraçar meus amigos,
De sentir felicidade

Sou um prisioneiro triste
Porque sou injustiçado.
Pagando estou por um crime,
Sem nunca haver praticado.
Mas tenho fé que um dia,
Tudo será revelado.

Quando esse dia chegar
E me tirarem daqui,
Vão notar em meu semblante
O tanto que eu sofri,
Por estar pagando um erro
Que eu jamais cometi.

Aqui nesta sela fria,
Sem ninguém pra me amparar!...
Se continuarem assim
Eles irão me matar
E o sonho de liberdade
Jamais irei realizar.

Antônio Oliveira  (Paraibuna SP)
Menestrel do Amor
Enviado por Menestrel do Amor em 22/11/2007
Código do texto: T747177
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Menestrel do Amor
São Paulo - São Paulo - Brasil
172 textos (34308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:31)
Menestrel do Amor