Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA FANTÁSTICA NO AMOR*




De onde vem à busca da gênese
Pra resolver os mistérios da vida.
Serão coisas simples “sui gêneris”?
Uma questão quase respondida?

Por que estamos aqui? Desejos...
O que é a alma? Há respostas?
E se não aprovássemos o ensejo,
O coração abriria as comportas?

Humanos não vislumbram saber,
E não se movem pelas respostas...
Mas lutam mesmo sem nada ver...
Brigam pelas diferenças postas.

Mudar o mundo, ter esperança...
Andar sem conhecer o caminho,
E tateando tal qual uma criança,
Ofertar o seu apoio, seu carinho...

Esperar aquele fraterno irmão
Que, entre tantos, vai partilhar,
Vai lhe segurar afinal, as mãos,
Confiar, se unir a dor de tentar...

A morte é trágica, mas comum...
Une todos em um destino atroz...
Lembra-nos de sermos bons, uns
Com os outros, convivência, nós...

Compaixão, empatia e esperança...
Dar valor ao outro conta, afinal,
Soma os pontos, tira as manchas
No confronto entre o bem e o mal...

Quanto nos doamos e convivemos
Com os seres humanos diferentes?
Emoções, conflitos que resolvemos
Com a energia do coração e mente...

Faz-nos amar sem por condições,
Pois no fim o que conta é o amor...
Sonhamos em mudar imperfeições
Ardor do fogo, a sorte, até a dor...

E aí tudo acontece, a seu tempo...
A fusão real, é mistério e verdade...
E surge a resposta como o vento
Se desvelando, é plena fatalidade.

Lutas em busca de um significado
E no final só o achamos entre nós...
Mistério na interação desvendado,
O sentido une um e outro, não sós...

Na união dos esforços para crescer
Em talentos e habilidades, a razão
Da existência é interação ao nascer,
Adaptação, para resistir à evolução...

Durante a jornada, ou construímos,
Ou negamos o sentido da existência...
Objeto da vida é busca e altruísmo
Conjunto a ver despontar a essência...

Mistérios que se desvelam como luz,
Crescente em cada novo amanhecer,
Brilhante, que ofusca e que seduz...
O simples e complexo dentro do ser...

É tudo simples necessidade humana...
Acha um semelhante, faz a ligação,
Unem-se e aprendem como se ama
Em família, o marco zero da união...

Poema Inédito.
*Núcleo Temático Filosófico.
Ibernise M. Morais Silva. Indiara (GO),23.11.2007.
Direitos autorais reservados/ Lei n. 9.610 de a 1998.
Ibernise
Enviado por Ibernise em 23/11/2007
Reeditado em 21/02/2008
Código do texto: T748671
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (O utilizador deve me atribuir créditos citando: O meu nome como autora e o link para minha produção original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ibernise
Portugal, 67 anos
1348 textos (266481 leituras)
7 áudios (1158 audições)
11 e-livros (31604 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 02:05)
Ibernise

Site do Escritor