Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nuvem Escura

Ousei sonhar,
hoje choro,
Liberdade já passou
nada fui, nada sou
pois que, ave livre e solta
pelo espaço perdida
em nuvens escuras,
bate coração, ferido
dos olhos lágrimas grossas - soltas
nas faces dançam
encolhido o corpo grita
um protesto mudo - por quê?
Vibra alma torturada
nada mais que uma sombra
no sabor amargo da boca
num torturado gemido de dor.
no desespero, no amargô
de descobri que não fui
mais que uma noite de amor.
Vai -se o sonho,
queima em brasa a ilusão
nada fui,
nada sou...

( junho de 1986)
Sol França
Enviado por Sol França em 24/11/2007
Código do texto: T749974

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sol França
Juazeiro - Bahia - Brasil, 47 anos
80 textos (5281 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 06:02)
Sol França