Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dilema...Até Quando?

Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia®


Num acorde das utopias
advêm os flagelos do estigma
na descoberta de um paradoxal enigma.
A rede de uma paralisia à outra
é maligna -
dores aprisiona em dores
permanecendo sem sutura.
(sem atadura)
O pesar da insignificância
ditada por ignorância,
por intolerância, ( e que se vê tanta)
até em silêncio abjeto (e é pungente)
de quem somente vê objeto,
e se não o toma o tomba
num grito reles de arrogância.
E por circunstâncias, aparências,
crenças, ausências e falências
de natureza histórica - irônica
herança  - (mesmo sem transparência)
que leva ao dilema profundo
( ...à  mortificação)
o homem que do povo nasceu -
que vive ao seu jeito e/ou lamento.

(encruzilhada – caminho sem rumo
sem tempo / cruz armada)


                   (Até quando a estreiteza de pensamentos julgará e
confundirá seus pares, ignorando sentimentos, liberdade –
enfim, os pontos de vista e temáticas  individuais?  Eis o dilema.)


Véra Lúcia de Campos Maggioni®
Vera&Poesia®
Escrito em janeiro de 2007.
*tema social - observações -
Direitos Autorais Reservados

--
Véra Maggioni
VeraePoesia
Enviado por VeraePoesia em 25/11/2007
Reeditado em 06/08/2010
Código do texto: T751549
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
VeraePoesia
Santa Rosa - Rio Grande do Sul - Brasil
479 textos (15555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:09)
VeraePoesia