Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

00:00:00hs Trapos...

Danço tua tristeza
sinto o cheiro quente de teu espirito
o gosto da tua fome dói em mim
teu frio me cala
são 20:00:00hs e apenas trapos...

Os papelões que te guardam
agonizam meus olhos
os retalhos morfados que abraçam tua pouca carne
manifestam uma úlcera no olho do relento
são 23:00:00hs e apenas restos de trapos...

Tuas incompletas vestimentas
ardem as pupilas de meu coração
o vácuo de teus passos
enfraquecem o caminho que sigo
há uma queda no vento que te rodeia
é tal horas e...trapos...

A cratera do descaso...descaso!
fica irreversível a teu organismo
grita o que tu sentes!
numa profundidade desconhecida
as horas são de menos...serão sempre trapos tua consciência estupida
00:00:00 a dor do frio me rasga a dignidade
rasga essa existência escondida nesse beco sujo.
silmara silva
Enviado por silmara silva em 25/11/2007
Código do texto: T751815

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
silmara silva
Teresina - Piauí - Brasil, 34 anos
58 textos (1811 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 08:49)
silmara silva