Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO SOU

Como Sou

Não me olhe assim  pequeno(a) jovem
Por que você ainda não sabe o que eu fiz
E não vou lhe falar da minha vida
Por que não sou exemplo pra você
Assim Tão frágil  conciso para entender

Mas ainda a tempo para você mudar
E onde você esta, já comecei bem antes
E se isso no momento  te consola
E por que você ainda vê o que como
Hoje estou, posso dizer  bem livre

E pensa que isso não é humano
Mas não viu o que enxergar
A vida por vias caídas de uma
Teoria de criança pretensa
A dizer o que e certo de maneira lenta

Sem essa pressa no que pretende
Não sou eu que temo o tempo
E você que teme o fim
Talvez não queira ver
Talvez não queira ser assim

A carne vai arder com o pulsar
Do que realmente teme
E se não quiser ir ate onde estou
E bom mesmo não saber
E melhor não querer comandar o leme

Mas se realmente quer saber
Por que sou tão assim...
Sem sombras e como  consigo
Acompanhe-me no meu pensar, no meu dizer
De toda forma ao fazer isso
Apenas descobrira como é o meu viver
Aluísio Bórden
Enviado por Aluísio Bórden em 25/11/2007
Código do texto: T752451

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluísio Bórden
Teresina - Piauí - Brasil, 43 anos
232 textos (10604 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:20)