Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MEU CORPO TREMEU.





Numa noite daquelas noites
Sem rumo, passos lentos!
Angustiado, sujo e sem amor...
Revoltado com a alma plangente
Pensei, pensei! Vou morre!
Pra que? Viver assim!
Jogado nas ruas sem viver
Solitário, humilhado a sofrer.

Vi aquela ponte!
Parei  na ponte!
Meu corpo tremeu
Ai! Conversei com Deus
Louco e sem medo
Clamei!
Piedade senhor!
Piedade com este negro
Esquecido do mundo
Não mereço viver.

Sujo, esfomeado?
Vi meu corpo tremer
Na alma sofrida
Um gemido!
Algo de belo aconteceu
Em meu espírito sofrido
Sob o beijo do vento
Resolvi viver
E vivendo sigo
Na rua esquecido.
luizpoetista
Enviado por luizpoetista em 26/11/2007
Código do texto: T753116
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luizpoetista
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
1414 textos (105277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 18:52)
luizpoetista