Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando a solidão aperta

Quando a solidão aperta fazemos coisas sem pensar
Quando vemos nossos sonhos deixados para tras,
Nos perdemos em impulsos insensatos
E depois nos arrependemos de nossas atitudes...

Eu amei tanto aquele induvidualista insensivel
Que quando o perdi não queria saber de mais ninguém
E hoje mais tranquila eu não quero saber de amar
E assim tenho me aventurado sem pensar nas consequencias

Como esse destino é engraçado, chega a me fazer rir sozinha...
Solitária como me encontrava atualmente fui cometer pequenos erros
E inventei de me aventurar com um amigo
E por incrivel que pareça, ele conseguiu mexer comigo

Não mexeu com os meus sentimentos, com o meu coração
Mas mexeu com os meus instintos e desejos mais intimos
Me deu carinho, atenção, prazer com poucos gestos
Me beijou de um jeito que só o meu amado sabia me agradar...

Minha solidão não passou depois de tudo isso
Eu me senti ainda mais solitária e triste
Porque os beijos de meu amigo me lembraram meu amado
E eu sabia que ele não iria substitui-lo jamais

E assim estou confusa, não sei o que fazer
Meu amor não terei de volta jamais
E meu amigo, não posso arriscar perder sua amizade
Prefiro então ficar só com a minha amiga, a solidão...

by Buh
Buh Fernanda
Enviado por Buh Fernanda em 26/11/2007
Código do texto: T753301
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Buh Fernanda
Tatuí - São Paulo - Brasil, 29 anos
14 textos (782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:04)
Buh Fernanda