Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aonde estavas?

Aonde estavas quando me negaste?
Por que não escutei de ti?
Porque esta boca sua não proferiu o que meus ouvidos necessitavam ouvir?
Por que quando estavas indo tu não me impediste?

Porque deixastes me ir?
Que fez essa consciência tua quando precisavas reagir?
Onde é que estava tua voz quando precisei sobre ela refletir?
Para onde vagaram estes olhos nobres que não acompanharam me partir?

Na hora de parir
No momento crucial da dor
No choro, no gosto amargo, do momento de rancor

Na vitória, na glória
No terreiro, no passado
Estavas sempre eu ao seu lado

E tu Abel, por onde andastes?

E tu?
Digas me Judas?
Beijas me na face
Acaricia minha fronte

Mas quando estou só
Que fazes?
Por onde andas que não caminhas mais a meu lado?

E com a mesma petulância pergunto te Madalena
Quem é que te canta
Profere agora aquela palavra da escória
Escuto te, falas!!!

Dói?
Sei como é, entendo de dor
Lembro me bem das pedras que jogastes
Quando eu só te pedia um favor

Mas vai te embora
Agora já não há mais motivos
Lavei me as mãos já faze duas horas

Mas não te preocupas Raquel
Teu julgamento ta guardado
Sua cruz, seu céu molhado

Esquece te de mim,
Não quero mais nenhuma parte de sua história
Sabes bem o que matastes, Caim

Tua própria carne envenenastes
Mas não temas, já o fizeste, já é tarde
Não tem como de tão longe ressuscitar me

É triste, mas já era
De mim agora não fazes mais parte
Minha vida por suas mentiras já tiraste

Enquanto agora sofro eu aqui neste frio adoidado
Ficas tu sozinha, no chão dessa cozinha
Querendo ser quem tu eras,
Quando eras minha!









L Nissola
Enviado por L Nissola em 27/11/2007
Reeditado em 19/02/2008
Código do texto: T754249

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
L Nissola
Curitiba - Paraná - Brasil
65 textos (3863 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 23:00)
L Nissola