Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOPRO DE VIDA

Do broto à flor rompe intrépido o fruto,
Que em gestação exígua pariu a natureza,
E no despertar  da vida enfeita a crença,
Do sublime nascimento traz consigo a ciência.

E no florir da linda festa ao sol reverencia,
No desnudar a planta desperta o fruto sem clamor
Na cor marcante faz rever breve balanço,
No ninar do vento amigo  desponta sem temor.

Tal qual a flor que fez o fruto é a criança
A crescer no ventre da mãe terá sua história,
Resultado de um encontro tão fecundo onde,
A própria carne , resoluta germinou está vitória.

Tranquilo embrião navega em mar de afeto,
E faz da mãe a proteção querida,
E ao dar à luz demonstra que a vida,
É a mais perfeita obra na terra produzida.

Maduro é expulso do ventre a imagem pura,
Aos berros se opõe em conhecer do mundo,
Tão vulgar, indiferente, frio assim desnudo,
Oposto ao quente ninho que deu - lhe tudo.

Eis o porquê do mais estérico dos brados
Ao resvalar o firmamento  vai de encontro a Deus,
Num lamentar profundo ao separar do corpo amigo,
Longe da paz e do silêncio que por algum tempo o protegeu.

CRS 26.11.07
TEACHER
Enviado por TEACHER em 27/11/2007
Reeditado em 12/07/2008
Código do texto: T754302

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TEACHER
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
158 textos (8045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:32)
TEACHER