Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Cheio de dedos


Faltam-me dedos em tuas teclas.
És aquilo que se faz sentir
Permanente letras de um despertar.

Estou te seguindo mesmo que distante
E se ouço um suspiro, sinto a loucura
Tua ausência se faz em paroxítonas
Tenho consonoantefobia
Teu beijo descreve soluços.

Ainda tenho versos a dizer-te.
Parece que o céu lampeja teu nome.
Queria ter o mineumonico mais doce.
Vagalumes não se lêem a noite.

Escrevi teu nome neste meu barquinho
Soltei tua vida contra minha correnteza
Misturei em versos, retratei distancias.

Sou eu que a ti te chama.
Mesmo que dentro de ti só existo
Sou eu que me sinto ausente
Ausência que se faz de mim mesmo.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 27/11/2007
Código do texto: T754436
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1817 textos (50958 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 21:18)
Lorenzo Giuliano Ferrari