Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEIRA...



A minha poeira é
densa e mansa
Quando assopro meus
dedos,teclo lembranças.
A minha poeira é
tem aroma fino...
destino - menino.
Aspiro alucinógenas
palavras...
Deliro incógnitas
encapsuladas...
Ruminadas histórias.
Rolo na poeira e me
farto no vendaval
que me desnuda, enquanto
a minha boca permanece
muda...
E cicatrizo lembranças
lambendo esperanças
que a vida adocica em
mim.

LuciAne 08:51
POESIA ON LINE
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 27/11/2007
Código do texto: T754502

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60432 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 09:59)
Luciane Lopes