Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

condenei-me a solidão!

  Condenei-me a solidão!

Eu poderia ter conversado com você
Mas, preferi esconder-me
sempre que o- avistava.
Eu poderia ter escrito um bilhete,
explicando o meu amor a você
Escolhi emudecer meus pensamentos.
Eu poderia ter dado um simples telefonema,
declarando-me a você
Mas, resolvi manter secretamente
em meu peito este amor...
Então tão só ouço os passos
da solidão descendo as escadas do coração.
As cortinas do pensamento assombram-me
Com suaves imagens suas.
O copo de vinho tinto escorre,
Feito lagrima de sangue pelo rosto.
E este amor permanece feito,
Pedra preciosa em meu peito fechado!



                                           
flavia freitas
Enviado por flavia freitas em 27/11/2007
Código do texto: T754537
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
flavia freitas
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 43 anos
203 textos (10329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 02:01)
flavia freitas