Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando Morre Uma Virgem

Pra onde vai uma virgem quando morre?
Vira uma estrela ou vira nada?
Vai e, ressentida, vai calada
Vai pra qualquer lugar onde pra sempre dorme?

Vai carregada, de leve, pelo vento
Com a dúvida, a vontade, vai molhada?
Morre a virgem, morre sossegada
Morre com mais dor, mais lamento.

Se ela morre, morre virgem, morre cega
Morre só, morre calada e ainda pura
Morre virgem, morre de amargura
Sua flor -com tanto mel guardado- seca?

Quando morre a virgem, pra onde vai?
Pro teu quarto! À noite conversa sozinha
Vai pra cama, perturbada, limpinha
No silêncio, nos gemidos, nas tentações ela cai.

Não morre o corpo, não morre a alma
Morre um pouco, mas agora sim, vai ao céu
Nua, em tua cama, lambuza de mel
Morre em teu quarto, até que volte a calma.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 23/11/2005
Código do texto: T75467

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30824 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:14)
Júnior Leal