Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sol dos Infames

Sol dos infames! Como arde
Como queima desconfortávelmente
Teus raios, malditos, covardes
Me tiram a calma,
me fritam a mente!

Sol que todos os dias vejo
Que todos os dias me atenta
E até no inverno, que almejo
Meus momentos de calma
Se esvão, quando esquenta!

Ah, se eu pudesse viver
Viajando pra lá e pra cá
Todos os dias, sem ver
Esta estrela do mal
Qu'inda há de me matar!

Ah, se eu pudesse viver
Na noite, no escuro, na sombra
Viveria mais, com mais prazer
Mas tem sempre o sol
Que - ódio! - de mim, zomba.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 23/11/2005
Reeditado em 23/11/2005
Código do texto: T75483

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:41)
Júnior Leal