Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recorda-te do que me restou.

Recorda-te que um dia
De ti, fez-se poesia
E em noite das tristes
Fez-se feliz, pois tu existe
Recorda-te que um dia
De alguém, tu foi alegria
E em quem tu não insiste
Por ti vive, acredite!

Recorda-te que há alguém
Que sabe o que é amar também
E que, por menos que pareça
Há quem jamais te esqueça
Recorta-te que há alguém
Que lhe ama sim, porém
Se não quiseres, que permaneça
Não corte o peito de quem não mereça.

Recorda-te que o sentimento
Que procuras, eu lamento,
Mas se não for digna deste amor
Deixe que sofra sem rancor
Recorda-te que o sentimento
Que fere e mata por dentro
É algo que já me matou
Recorda-te do que me restou.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 23/11/2005
Código do texto: T75512

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30823 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:02)
Júnior Leal