Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO MEU DEUS NEGRO

.
Meu elo foi-se com outro, pois a atraia fisicamente, intelectualmente, financeiramente, heroicamente e com tantos outros mentes que de uma ou outra forma adverbiassem os maiúsculos adjetivos que estavam a qualificar o contendor...
A capacitância histriônica agiganta o fortuito usurpador
Urbano, moderno gladiador...
Surrupiador do alheio amor.

Ela é culpada; também o sou!
Boca que explode num lancinante praguejar...
(Às expensas da claquete)
Fracote, marionete... Espécime muar!

Rotunda revolta sacramenta famigerada volta
Afinal, perdão de que?
De que te culpas se a ignomínia foi absolvida...
Iniqüidade, blasfêmia, vilipendio...Retórica!
Teu calor é o que me importa;
Querendo, administro tua vida.

Embora a raiva, nada é debalde!
Para amenizar o entrave, trouxe-me algo
Eventual, revolucionário; pus salvo
A despeito das sansões, aceitei;
Outra vez, creio, não prevaricarei!
Apenas uma afronta aos dengosos no púlpito de intocável sensibilidade
Profanada por ato de medonha agressividade:
Um Deus Negro que ora mete medo!

Forjei-lhe uma fortaleza, vide a grandeza
No absoluto tento decifrar suas feições, compreender o destoante de sua pele
A complacência de seu diferenciado olhar remete a uma paz salutar
Na superfície, diverge do busto da capela...
Lânguido, pálido, encaracolado, envolto em plumas...
Ei-lo, avatar livre das brumas!

Inexiste pena para o ato, porquanto não cheira nefasto
Liberto das profundezas duma sensibilidade apócrifa submirjo;
Firmando-me numa derradeira meditação num mantra secundário, erijo
Releitura do sudário!
Destemida ousadia, medonho sacrilégio?
Devo, talvez pague... Se fatal, não nego;
Dúvida, contrição, represália... Só consomem!
- Nova dimensão ao mistério que abate o homem.
.
by jorge-arildo
.
jorgearildo
Enviado por jorgearildo em 28/11/2007
Código do texto: T755844

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jorgearildo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
105 textos (2482 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 14:43)
jorgearildo