Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Sereia de Luz

Pára na praia, descansa n'areia
Vê no mar o reflexo que seduz
Quisera ver, do nada, a sereia
Entre os pranto da lua de luz.

Eu vi lá no fim, a chorar me pus
Como que um novo índio fora d'aldeia
Vi algo que de forma alguma se traduz
Por baixo da lua, chovia flocos d'areia.

Iluminava como se uma grande fogueira
Estalasse um pedaço, faíscas de luz
Chovia no mar, da lua inteira
Faíscas d'estrelas, estrelas azuis.

Tão belo, se apagou, e aquilo induz
Saí com as mãos cheias, soltando areia
A caminhar pela praia, novamente, me pus
Brincava à frente, de luz, a sereia.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 24/11/2005
Código do texto: T75676

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30824 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:19)
Júnior Leal