Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ontem À Noite (Todos Os Jovens Chapados)

Ontem à noite ela me disse
Que procurava uma companhia
Eu também estava só
Mas ontem à noite eu estava com medo
Tentando recobrar meus sentidos
Para entender o que ela me dizia
Nada era tão pior

Ontem à noite ela me perguntou
Se eu ainda queria sua companhia
No fundo eu estava mal
Pois ontem à noite eu me sentia vazio
Buscando inutilmente respostas
Para acreditar em tudo que eu não via
Isso era tão normal

Ontem à noite ela me confessou
Que de repente por pouco morreria
Eu também estava sem vida
Porque ontem à noite eu estava perdido
Tentando encontrar algum caminho
Que me levasse para onde eu queria
Não era só uma ferida

Ontem à noite ela me contou
Que seu amor era só uma fantasia
O meu também não era real
Pois ontem à noite eu me sentia preso
Antevendo nosso amor se transformar
Em algo que talvez partisse um dia
Toda dúvida é infernal

Ontem à noite ela foi embora
No seu lugar ficou só a melancolia
Eu também não estava lá
Porque ontem à noite eu estava distante
Procurando uma forma de abrir os olhos
Para enxergar o mundo com mais alegria
Um dia tudo acabará

Ontem à noite não havia certo ou errado
Onde estariam todos os jovens chapados?
Será que continuavam jogando os dados?
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 29/11/2007
Código do texto: T757452
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 13:09)