Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As coisas como são

Olha as coisas
Como são
E como são as coisas


teve um tempo
Era o acaso

No outro momento
Melhor
Nega-lo

Por agora
Hibernando
O sentimento
Dorme

Re-vitalizado
No repouso
Necessário

Olha as coisas
Como são
E como são as coisas

Nunca haverá de ser tarde
Mas o fio da meada
Foi perdido em poucas horas

Equilibrar
O ardor
No andor do peito
Definir as passadas
Preencher as lacunas
Separar o trigo
Amargar o pão

É como são as coisas
Olha as coisas
Como são
Tatiana Cobbett
Enviado por Tatiana Cobbett em 24/11/2005
Código do texto: T75796
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tatiana Cobbett
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 56 anos
586 textos (22009 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:35)
Tatiana Cobbett