Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENSAMENTOS

I
Por que meu amigo
Vives em lenta agonia
Se tens a mão do Senhor
Dia e noite, noite e dia?

II
Não importa a tua crença
Ou teu jeito de orar
O mais importante e a fé
E a capacidade de amar.

III
Tempo perdido sempre é
Acumular mágoas e ódio,
Preparemos o coração
Para guardar o perdão.

IV
Para que material fortuna
Neste mundo de tantas liças?
Guarda somente as jóias
Do amor e da justiça.

V
Seja cônscio do que fala,
Palavras são tintas em tela,
Quem não sabe misturar cores
Pinta triste aquarela.

VI
Viça a grama no chão,
Brilha o sol lá no poente,
O bálsamo de uma prece
Cura uma alma doente.

VII
Não penses que sabes tanto
Das coisas do céu e da terra
No primeiro impasse já tombas
Desfeito em volumoso pranto.

10/01/05.

Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 24/03/2005
Código do texto: T7581

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343315 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:21)
Maria Hilda de Jesus Alão