Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMETA ALADO

Vamos mergulhar num sonho reluzente
Forçar as rosas a terem reverência
Cheio de magmas de um tufão quente
Calor humano, sem intermitência.

Vamos jogar os versos fora
E do papel fazer confetes
Pular e saltar sem demora
Botar fogo nos joanetes.

Vamos caminhar sobre uma linha
Onde o que cai flutua sobre o ar
Cantar, extravasar com a farinha,
Que é do mesmo saco de laranjas do pomar.

Pular, cantar, saltitar,
No mar, no ar, no espaço sideral
Burlar, pela via Láctea passear
Nunca vi nada tão surreal

Vai borboleta voraz, feroz
Vai tigre sensível e saciado
Corre jaboti veloz
E alcança esse cometa alado.
E traga ela de volta pra mim,
Pois acho que estou ficando louco.
Rafael José
Enviado por Rafael José em 30/11/2007
Código do texto: T758839

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael José
Iporá - Goiás - Brasil, 33 anos
50 textos (2382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 22:26)
Rafael José