Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DeSeJo o QUe eSta eM suAs MãoS

Desejo o que esta em suas mãos


chovia pétalas de rosas todas as vezes em que
praticava se o bem,
uma a uma, cada qual sua ação.

ao chão, germinavam para saciar o respeito e gentileza
ao contrário da bondade,
secava-se uma raiz de princípios e bom senso;
ambos caminham juntos ligados a personalidade
e estado de espírito.

as raízes que secavam ás vezes  regava se com pétalas

e crescia; crescia o numero de personagens, figuras e diferentes pensamentos,
gêneros dado ao valor de qualquer maneira;
antes uma folha vegetal depois pele animal, agora,
gravatas de cores de diferentes valores
em busca de um objetivo que é muitas vezes medíocre
e necessário

somente para sobreviver.

na lei nunca foi escrita,
os irracionais  mais forte prevalecem e a sua principal cadeia se limita nas garras unhas e dentes,
e faz  chover pétalas e morrer raízes
assim equilibrando  o mau humor do sol,   a insolência da lua e as lagrimas do céu,
os irracionais equilibram com sua cruel gentileza, diferente,
os racionais são engraçados fazem uma grande bagunça
ferem muito mais com abraços, beijos e modestas palavras que desequilibra o próximo
com uma única explicação,
é ser assim;
amo mas precisos as vezes te machucar,
choro lagrimas que desejam o que esta em suas mãos,

os pés não podem mais pisar descalço porque
falta de educação  e a falta de gentileza
tampou o solo e poluiu os rios,
há mais raízes mortas do que as pétalas caindo
no vai e vem do sopro dos ventos,

não sei o porque?

somos todos iguais de forma diferente.
Só para sobreviver.


Felipe Nunes
30/11/2007
Felipe Nunes
Enviado por Felipe Nunes em 30/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T759251

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Felipe Nunes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Nunes
Osasco - São Paulo - Brasil, 36 anos
12 textos (446 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 02:14)
Felipe Nunes