Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Que Dizer De Tudo Isso???

Diversidade. Propriedade. Dignidade...
Pensamentos sobre valores, caminhos, trilhas a seguir. Saber o que conseguir...
Intenções. Desilusões. Contradições.
Argumentos, talvez sobre momentos, quem sabe quais os sofrimentos?
Dias de guerra ao redor de toda a terra, a criança que inconsolada berra.
E ter que aturar o conflito interior de um play-boy que tem tudo, mas não é capaz de enxergar o mundo.
Saber diferenciar os amigos, dos simples inimigos.
Encontrar uma razão pra ter força, e não pensar em desistir daquela moça.
E não acreditar na má intenção, capaz de destruir o coração...
Desistir de certas controvérsias, e sair logo dessa inércia.
Usar a imaginação até pra encontrar inspiração, mesmo que seja pra demonstrar indignação.
Quem sabe começar uma revolução, ou apenas continuar na ilusão.

Maldade. Vontade. Bondade...
Pensamentos sobre valores, caminhos, Saber o que fazer, e principalmente o que não valer.
Fazer das tripas coração, libertar-se da escravidão.
Empunhar a espada, e ir a batalha sagrada... Talvez não... Se não, pode virar oriente médio.
E depois não tem remédio.
Há quem se arrisque, mas também há quem não petisque.
Basta saber se o risco é necessário, pra mim tanto quanto um escapulário.
Ou talvez um calendário, outrora um relicário.
Saber arriscar, sem medo de errar, lembra uma criança a rabiscar.

E como mero coadjuvante, prossigo eu adiante, somente a confabular, sem nada de brilhante.
Seja em baixo de um sol cruciante, ou na chuva constante a me dardejar.
Não deixo para trás a nostalgia, essa sim contagia, mais até do que a alegria.
No mundo de hoje é mais simples, espalhar a covardia, pois está falida a única profilaxia.
Já que hoje em dia quem tem um pouco de coragem, é tratado como um louco.
Que diria disso tudo um maluco???
É bom nem perguntar... Afinal, ele pode não gostar...

Grandeza. Morbideza. Riqueza...
E no belo quadro mórbido do mundo, viu-se a grandeza da humanidade.
Através da sociedade, que valoriza mais aquele que com sua riqueza paga pela obra,
do que aquele com o dom da criação.
É muita a sisudeza, diante de tamanha torpeza.
Quem sabe assim é que se sente Deus... E Einstein queria saber como Deus pensa...
E sentir-se grande adornado com esse jaez, então acho que ja foi a nossa vez.
Que voltem os dinossauros, esses sim tem alguma grandeza explicada.
Mesmo que justificada da forma mais humana, ou menos, ja que eram predadores,
e é o que a cada dia nós viramos. Talvez não saibamos, mas somente nos desconsolamos.
E o que diria disso tudo um dinossauro???
Eu é que não quero perguntar... Afinal...
Thiagopsik
Enviado por Thiagopsik em 30/11/2007
Código do texto: T759768

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deve citar a autoria de Thiago césar e o site http://recantodasletras.uol.com.br/autores/thiagopsik). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiagopsik
Contagem - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
11 textos (708 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 10:21)
Thiagopsik