Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tudo que fui e ainda sou

Tudo de bom permaneceu, e algo de ruim também.

Porque eu ainda sou a estrela mais brilhante do meu céu,
A jóia mais brilhante da vitrine.
A flor mais cheirosa do jardim
e a fruta mais saborosa (do topo) da árvore.

Ainda sou o frescor da brisa que bate no rosto,
O doce gosto do beijo.
A loucura da paixão
e o carinho de um abraço.

Eu sei que eu ainda sou o sofrimento da saudade,
A dor do amor não correspondido.
O coração em chamas
e a alma que vaga pelo mundo afora...

Porque meus olhos ainda são a minha janela para o mundo,
A minha boca é a entrada do peito.
Os braços são a recepção do paraíso
e o conjunto é o instrumento da ilusão.

Sou o cheiro do outono,
O aconchego do inverno,
O clima da primavera
e o calor do verão.

Porque tudo está em mim, e posso estar em tudo se eu quiser.






Darkpanthera
Enviado por Darkpanthera em 02/12/2007
Código do texto: T761314

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deve ser citada a autoria de Debora Carvalho e o site www.fotolog.com/cerejinha17). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Darkpanthera
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
22 textos (4358 leituras)
2 áudios (298 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:18)
Darkpanthera