Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
                       Uma caneta especial?! 


               Luiz Claudio Bento Da costa.


Uma caneta tinha a melhor escrita,
ela realmente era perfeita,
as letras eram muito bem moldadas
e ate as poesias ficavam mais bonitas.
Um dia a tinta acabou,
desesperado me deixou,
nem pensei muito e fui recarrega-la.
Mas não ficou a mesma coisa,
não sei o que aconteceu,
aquela tinta, aquela escrita,
pareciam especiais.
Meu sentimento também mudou,
já não nutria por ela
o tesouro que pintei.
A caneta não produzia o esperado,
fui esquecendo-a na gaveta,
troquei-a por outra
e continuei a escrever, escrever e escrever,
mas nem assim, tão bem
quanto com ela.
Foi a melhor fase de um poeta
e a sua caneta,
tanto que vez por outra,
lembro dela.
Por esses dias,
peguei-a novamente,
arrisquei uma nova temporada,
houve uma aceitação tamanha
de âmbas as partes.
Percebi que a culpa era minha,
ate na poesia o poeta tem
o seu alto e baixo.
Bela roda gigante!!!



          Um poeta escreve e ama o que escreve,
          não importa, mas escreve!!!










Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 02/12/2007
Código do texto: T761677
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 55 anos
735 textos (26745 leituras)
1 áudios (177 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 00:16)
Condor Azul