Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A procura da resposta...



A noite é como eu, solidário e enigmático,
Minha única companhia são as estrelas e o luar,
Na silenciosa e escura rua, sozinho a caminhar,
Estou cansado deste esquema de pensadores dogmáticos,
Estou sempre a procurar, sem saber o que encontrar,
Estou sempre a caminhar sem saber aonde chegar,

Tenho um mundo de utopia, mas não sei como viver,
O que quero é uma resposta, mas não tenho a pergunta,
Sigo como numa batalha, mas não sei o motivo da luta,
Os riscos que corro na vida é o que me faz querer viver,
Os perigos que por mim passam é o que me faz querer vencer,
Não tenho mais o que perder, mas não sei o que fazer,

Descobri que o motivo da vida é o que todos querem saber,
No fundo todos sabem, mas não querem acreditar,
Todos procuram a mesma coisa, e esperam o outro encontrar,
Acreditam que no fim da vida, novamente vão renascer,
Mas nunca vi ninguém que já foi, voltar para nos dizer,
No fim da vida descobrem que o importante é saber viver,

Somos todos diferentes, mas queremos a mesma coisa,
Por isso vivo meu caminho sem saber o meu destino,
Minhas idéias são de homens mais vivo como um menino,
Até encontrar algum lugar em que todos me entendam,
Viverei sempre a vagar fazendo que compreendam,
Que o segredo desta vida é o que ela própria nos ensina.
Anderson de Araujo
Enviado por Anderson de Araujo em 25/11/2005
Reeditado em 25/11/2005
Código do texto: T76183
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Anderson de Araujo
Diadema - São Paulo - Brasil, 28 anos
5 textos (434 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:33)