Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A tempestade

Hoje, a lona do circo das ilusões desabou.
Não sei se de alegria ou de tristeza,
o fato é que hoje, pela primeira vez,
os olhos marejados não são meus.

Sim, querido... Os marejados são os seus.

Hoje os meus olhos são a tempestade,
que nesse momento assola o chão.
Fria, implacável...
Meus olhos hoje são o reflexo dos raios
e o som dos trovões.

Se você olhar para céu hoje, vai lembrar-se de mim
e talvez das minhas palavras.
Hoje as nuvens choram, como eu chorei no passado...
É como se elas sangrassem,
da mesma forma que o meu coração um dia sangrou.

Hoje, eu dei o ponto final, eu acabei o que não deveria ter começado após o fim.
Estranho? Talvez... Mas você entende o que digo.

Eu sabia que você não viria atrás de mim.
E juro... pra mim não fez diferença.
Você ainda tem medo de se molhar na chuva,
de sentir o frio da rejeição.

Se hoje os meus olhos hoje são a tempestade,
amanhã serão a bonança.

Eu estou satisfeita, orgulhosa de mim.
Os olhos dizem a quem chega
que estou livre de todo sofrimento,
toda a dor, toda a mágoa que carregava comigo.


Pronta para amar... e ser feliz outra vez... :)



Darkpanthera
Enviado por Darkpanthera em 02/12/2007
Código do texto: T762400

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deve ser citada a autoria de Debora Carvalho e o site www.fotolog.com/cerejinha17). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Darkpanthera
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
22 textos (4358 leituras)
2 áudios (298 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:29)
Darkpanthera