Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desabafo democrático


Olha gente, eu sou de uma terra
Aonde não precisamos falar
Pois nos entendemos por gestos.
Olha moço, eu sou de uma terra
Aonde não observamos
Os limites do caminhar.
Olha que eu sou de uma terra
Onde o velho é o mesmo novo
D’aquele dia de ontem.
Olha amigo, eu sou de uma terra
Onde ser jovem é mania
Que me leva a envelhecer.
Olha meu caro, eu sou de uma terra
Que de tão longe fico triste
Por estar do lado de cá.
Olha gente, aí sim que de novo
Eu falo de um povo
Unido por um novo acordar.
Olha gente, eu sou de uma terra
Onde a saudade obriga a gente
A sonhar, a pensar.

Vicente Freire – 06/10/1982.
Vicente Freire
Enviado por Vicente Freire em 03/12/2007
Código do texto: T762515

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vicente Freire
Belford Roxo - Rio de Janeiro - Brasil, 63 anos
280 textos (22847 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 20:21)
Vicente Freire