Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAZIO

Há bilhões iguais a mim, mas não me sinto um deles
Há um sol que aquece ao mundo, mas sua luz não chega a mim
Há canções de todos os ritmos, nenhuma que me traga prazeres
Há flores de perfumes infindos, nenhuma ideal a meu jardim!

Há carinhos de todas as formas, mas não encontram meu corpo
Há lábios de todos sabores, mas nunca acham meu beijo
Há aplausos admirosos, mas nunca admitem meu esforço
Há realizações diversas, mas não me despertam o desejo!

Há gritos por todos os lados, mas todos menores que os meus
Há cores pra todos os quadros, mas nada decente ao meu pincel
Há reinos pra todos os sonhos, mas nenhum trono aos meus pensamentos plebeus
Há flores para todos os deleites, mas nenhuma produz o meu mel!

Há muitos de mim para meus olhares, mas jamais vejo todos que sou
Há caminhos em que me encontro, mas me perco antes do fim
Há resposta ao meu drama, mas inconscientemente não me dou
Há um mundo pra cada pessoa, mas no meu mundo nem vejo a mim!
Reinaldo Ribeiro
Enviado por Reinaldo Ribeiro em 03/12/2007
Reeditado em 03/01/2012
Código do texto: T763344

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reinaldo Ribeiro
São Luís - Maranhão - Brasil
1975 textos (150988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 20:14)
Reinaldo Ribeiro