Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NO SILÊNCIO DO HOSPITAL




NO SILÊNCIO DO HOSPITAL


No silêncio do hospital
Muito pode ser ouvido:
O cantar dos passarinhos
Rolinha, beija-flor, pardal
Tem tantos pássaros cantando
Que juro ouvir um rouxinol

E quando os pássaros não cantam,
Escuto o canto da cigarra
Que ecoa aqui, nos fundos do Hospital
Da janela onde me encontro,
Do quarto onde estou,
Escuto até um galo que canta – coitado
Acreditando participar de um festival


Porém o canto mais alto que escuto,
Com certeza é o da cigarra,
Que sonoramente canta
E como canta!
Seu canto mais parece um coral.

Aqui no meu sertão tem muita simpatia...
E tem uma que escutei faz uns dias...
Dizem que quando a cigarra canta
A chuva ela espanta..

E nós sertanejos sofredores,
Já estamos em busca de cisternas e tambores
Pra encher nossas vasilhas
Com as águas que caem do céu

E é essa a prova de reconciliação
Que ficarão em lua de mel
As chuvas e o meu sertão!


Martiniana Ferreira 26-11-2007
(No hospital acompanhando Roberto)
Martiniana Gomes Silva Ferreira
Enviado por Martiniana Gomes Silva Ferreira em 03/12/2007
Reeditado em 21/08/2014
Código do texto: T763381
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Martiniana Gomes Silva Ferreira
Araripina - Pernambuco - Brasil, 49 anos
156 textos (9508 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:27)
Martiniana Gomes Silva Ferreira